Mídia é também a arte de questionar

29 09 2009

O mau uso da internet em planejamentos de mídia online pode frustrar anunciantes de primeira viagem.

Ao escolher a mídia online como parte do business plan do seu cliente, tenha cuidado.

Alguns quesitos como métricas e segmentação são oferecidos no mundo online e podem e devem ser usados, porém com moderação!

Não são poucos os casos de clientes que ao se “animarem”  com a segmentação da mídia online, esquecem o todo.

Não é porque tenho problemas de peso que só me interesso por conteúdo relacionado a saúde, eu também faço compras online, acompanho meu extrato do banco, escuto música e vejo vídeos no youtube.

Outro erro frequente é a questão de métricas, novamente, veja o todo e não só o parcial.

Em mídia online de que vale levar um milhão de visitantes ao site do cliente e não gerar conversões?

Average time e páginas vistas por usuários devem ser levados em conta  nas  análises via Google Analytics.

Não acredite em tudo que se fala,  um bom plano de mídia online se faz com alcance e frequência, criatividade e por que não um pouco de ousadia.

Seja criativo ao negociar mídia online, sim isso é possível

Horário comercial é horário premium na internet, porém após as 18:00 hrs , é provavél que você conquiste maiores conversões já que encontra um internauta mais relaxado em sua navegação. Tudo depende do que você tem a oferecer e a quem…

Teste, ouse e crie, aprenda com os varejistas, grandes negociadores de mídia online. Testam absolutamente tudo, pois precisam pulverizar suas ofertas.

Um consumidor disposto a investir pode estar em qualquer lugar da web (sem esquecer de que o ROI é o “Rei”).

É comum ouvir também que clientes querem estar onde a concorrência está, se você tem bala na agulha pra brigar, vá em frente…

Caso contrário, inove, impacte esse mesmo usuário em um canal não tão óbvio para seu produto, mas que tenha afinidade com o target proposto e vc verá sua campanha deslanchar.

Converse com amigos, faça pesquisas ainda que minimalistas, o que é óbvio pra você profissional de marketing pode não ser, justamente pra quem mais importa, o seu consumidor.

Camila Velloso, Gerente de Mídia Online da Media Factory.


Ações

Information

2 responses

29 09 2009
Brenda Carolina

Legal sua colocação sobre a criatividade nas campanhas de mídia. Há quem diga que, por exemplo, em Link Patrocinado não é possível ser criativo, mas é sim. O papel do redator de Links Patrocinados é criar anúncios com poder de impacto sobre o cliente em potencial e gerar um alto índice de qualidade da campanha num todo, numa limitação de caracteres e diretrizes do Google.
Isso que disse sobre analisar o segmento e o produto e perceber que uma compra pode ser realizada à noite, quando o marido chega em casa e pede opinião à esposa, por exemplo, é uma percepção que nós devemos ter.
Adorei o texto!
Bjs!

29 09 2009
trz

Você esqueceu de falar de frequencia média e dificuldade de colocar Tags nos sites dos clientes.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: